Vol. 9 nº 2 - Apr/May/Jun de 2015
Original Article Páginas: 110 a 119

Relationship between cognition and frailty in elderly: A systematic review

Authors Allan Gustavo Brigola1; Estefani Serafim Rossetti1; Bruna Rodrigues dos Santos2; Anita Liberalesso Neri3; Marisa Silvana Zazzetta4; Keika Inouye4; Sofia Cristina Iost Pavarini4

PDF

keywords: cognição, idoso fragilizado, saúde do idoso, demência.

ABSTRACT:
OBJETIVO: Este estudo objetivou analisar a relação entre cognição e fragilidade em pessoas idosas.
MÉTODOS: Realizou-se uma revisão sistemática da literatura sobre o assunto. A estratégia de busca incluiu as bases LILACS, SCOPUS, SciELO, PsycINFO, PubMed e Web of Science.
RESULTADOS: Foram selecionados 19 estudos para revisão. Dos estudos, 10 (52,6%) eram transversais e 9 (47,4%) longitudinais, sendo a maioria brasileiros. Todos os estudos estabeleceram relação entre cognição e fragilidade. Componentes da fragilidade e os domínios cognitivos apresentaram-se relacionados. Risco de Comprometimento Cognitivo Leve (CCL), demência e mortalidade foi evidenciado a partir da relação entre fragilidade e alterações cognitivas.
CONCLUSÃO: A literatura continua limitada, mas os resultados mostram as variáveis que parecem estar relacionadas à cognição e fragilidade em pessoas idosas. Esses dados poderão auxiliar na implantação de ações para melhorar a qualidade de vida desses idosos.

 

Home Contact